Conhecida internacionalmente, e símbolo do gênero musical mais tradicional do Brasil, a Velha Guarda da Portela fará uma live show no próximo sábado, 3 de outubro (a partir das 14 horas), como parte de suas comemorações de 50 anos. Destinada aos portelenses e a quem não dispensa um bom samba, o show virtual “Uma História Contada à Samba” celebrará a trajetória do grupo, usando como mote o aniversário de meio século da música “Foi Um Rio que Passou em Minha Vida”, feita em homenagem à agremiação por Paulinho da Viola, idealizador do grupo. A apresentação será transmitida simultaneamente através dos canais no YouTube da produtora audiovisual Fitamarela, no link http://www.youtube.com/c/Fitamarela, e no da Portela TV, no link http://www.youtube.com/c/PortelaTV.


Além do show, que contará com sucessos como “Você Me Abandonou” e “Amor Proibido”, haverá também participações especiais das cantoras e portelenses Roberta Sá, Teresa Cristina, Eliane Faria e Beatriz Rabello. Cada uma cantará quatro canções ao vivo junto com o grupo. Outros dois torcedores ilustres marcantes na biografia da escola, Marisa Monte e Paulinho da Viola, farão aparições virtuais dando depoimentos sobre sua relação com a Portela e a Velha Guarda. O grupo segue sendo comandado por Monarco e Tia Surica, duas lendas vivas do cânone azul e branco de Madureira.


A Velha Guarda da Portela tem sua origem em 1970, quando o sambista Paulinho da Viola reuniu os baluartes mais representativos da escola para gravarem o álbum “Portela Passado de Glória”. A iniciativa foi tomada para preservar os fenomenais sambas que eram tocados nos eventos da escola e que não tinham registro para além das memórias dos presentes. A Portela foi a primeira escola a ter uma velha guarda show organizada em grupo musical, abrindo precedentes para a valorização dos integrantes que fizeram história também em outras agremiações.


Fonte: Portal Sucesso

Deixe seu Comentário